quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Os Frigeri - a Família da bisavó "Fina"

A Familia Frigeri ainda tem muitos detalhes a serem descobertos. Minha bisavó materna, Delphina nasceu no Brasil, na cidade de Batatais-SP. Seus pais se chamavam Silverio Frigeri e Isida Goterdelli. Ela se casou com Joaquim Borges, que representa um outro grande problema na minha árvore genealógica, mas isso é uma outra história.

A foto abaixo é a unica que possuo da minha bisavó Delphina, junto com meu bisavô Joaquim e alguns de seus filhos. Ela foi tirada na cidade de Jardinópolis/SP. Ela se parecia muito com minha avó Iolanda, cuja foto segue abaixo também (comigo e com meu avô):



Tenho uma foto que suponho ser deles (Silverio e Isida), a qual não posso afirmar com certeza. Com certeza é a foto mais antiga da minha coleção. Atrás dela estava escrito "Olhe minha roupa nesta photografia". A senhora magrinha do lado é minha Trisavó Maria Delphina Junqueira. Diz a lenda familiar que foi deserdada por casar-se com meu trisavô, um pobre coitado aos olhos da rica família Junqueira, tradicional no interior de São Paulo.


Silverio Frigeri, meu trisavô veio de alguma cidade da região de Mantova, tendo nascido provavelmente em 1858. Isida, sua mulher nasceu em 1860. Creio que a mãe de Silverio se chamava Elisabetta, visto que no mesmo navio veio uma segunda Familia Figeri - Archidoro Frigeri e Emilia Camiani, sendo que ambos possuiam uma filha de mesmo nome. Provavelmente uma homenagem à mãe em comum.

Sei que vieram para o Brasil, desembarcando do navio Bourgogne em 27/04/1887 com 3 filhos: Angiolina (1883), Elisabetta (1884) e Mario Antonio (1886). Ao desembarcarem parecem ter imigrado inicialmente para a região de Pirassununga/SP, onde há o registro do nascimento do meu tio bisavô Cesar, conforme registro de batismo na Paroquia Bom Jesus dos Aflitos, Brazil em 21/12/1890.

MInha bisavó Delphina contribuiu para a culinária da minha casa, visto que sendo mãe da minha avó Iolanda, exerceu logicamente sua influencia em minha mãe. Devia saber muito de cozinha. Pelas minhas pesquisas, creio que vieram da região famosa pelo risoto.

O destino de Silverio e Isida ainda são um mistério, que pretendo descobrir.

11 comentários:

  1. Minha bisavó chamava-se Zelinda Frigieri. Era casada com Francisco Fachinetti. Moravam em Catanduva- SP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Silvana, tudo bem?
      Você sabe como os pais dela se chamavam? Tenho muita dificuldade em encontrar mais dados desse ramo de minha árvore.
      Obrigado por ler!

      Excluir
  2. Olá! Vou ver com minha avó. Assim que souber, passo para VC.

    ResponderExcluir
  3. Meu avô materno se chamava Luiz Frigeri, disse que veio nos braços de seus pais da Itália, quando era bebê, preciso pesquisar meus familiares, obrigada

    ResponderExcluir
  4. será que Frigieri e Frigeri são da mesma família????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandra, acredito que sim porque minha mãe tinha 11 irmãos e uma parte foi registrada como Frigieri e outra parte como Frigieri.

      Excluir
  5. Olá Sandra, tudo bem? Obrigado por ler o blog.
    Então, pode e pode não ser. O correto da família (no meu caso) acabei descobrindo que é Fruggeri, mas em alguns documentos foi registrado como Frigeri.
    Uma boa maneira de você descobrir é, consultando no cartório do município em que ele foi sepultado, dados do óbito. Lá há o nome dos pais dele, e você pode relacionar.
    Você sabe o nome de seus bisavós?

    ResponderExcluir
  6. Olá sou uma frigeri e tenho um pouco de frigeri's da minha familia aqui em Jaru\RO e tbm sou de origem italiana e tbm queria saber como seri minha arvore genealógica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Emily, tudo bem? Obrigado por ler o blog.
      Você tem maiores informações sobre seus antepassados? Passaram por Sao Paulo?

      Excluir
  7. Nossa família Frigeri também veio de Mantova, meu avô Francisco Frigeri veio da Itália em 1896, casou com minha vó, Páscoa Nardi e moraram em Caxias do Sul-RS
    Daniel B.Frigeri

    ResponderExcluir