sexta-feira, 3 de maio de 2013

Fotos antigas sobre os imigrantes em Guatapará

Olá a todos.

Descobri no site da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto uma publicação muito interessante: "Italianos em Ribeirão Preto", da Pesquisadora Liamar Izida Turon (ISBN 978-85-62852-07-7). Uma publicação maravilhosa, que contém informações muito interessantes sobre os fratelli que chegaram a minha cidade.

Mas do conteúdo, existem 2 fotos muito importantes e acredito serem uma das mais antigas da Fazenda Guatapará, com foco nos imigrantes italianos. A primeira é (segundo referência da publicação) de 1887 e a segunda de 1889, ano que com certeza familiares meus já viviam na fazenda:



A segunda foto precisei copiar um pedaço que estava em outra página, não ficou lá tão bom. Algumas coisas dessas fotos são muito curiosas:

  • A grande maioria dos homens usa chapéu
  • Os vestidos das mulheres com mangas compridas
  • No fundo das fotos é possivel perceber com algúm esforço matas, o que foram derrubadas pelos mesmos italianos para a plantação do café
  • A diversidade dentro dos próprios migrantes. Há pessoas loiras e morenas. Na foto de baixo parece haver um mulato(a). Acredito ser um resquício dos primeiros trabalhadores "importados" da Bahia, estratégia que se mostrou infrutífera segundo outros autores.
  • É percebível o estado precário da comunidade na época. O estado da via e das construções se mostra muito precária, muito mesmo

Segue o link da maravilhosa publicação: www.ribeiraopreto.sp.gov.br/scultura/italianos.pdf

Fotos com mais de 120 anos. Maravilhosas, não?


7 comentários:

  1. Oi Fernando, artigo postado interessantíssimo! Obrigado por compartilhar. Infelizmente o PDF já não se encontra mais disponível, por acaso, você o salvou? Comecei a pesquisar a pesquisar sobre a minha família e andei descobrindo coisas muito legais, uma delas é que bisavós meus (ele, português do Porto, e ela, francesa de Bordeaux) se conheceram, se casaram e tiveram filhos no período em que moraram na Fazenda Guatapará. Essa história ocorreu mais ou menos 20 anos após as imagens do artigo publicado. Em suas pesquisas, você chegou a encontrar lista de registro de funcionários da fazenda ou coisa parecida?
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flavio, me perdoe a demora da resposta. Me envie seu email para encaminhar o pdf

      Excluir
    2. Fernando, meu e-mail é flavio.adore@gmail.com. Abraços.

      Excluir
    3. Flavio, encaminhei o PDF. Se quiser, me passe os nomes de seus bisavós, pode ser que tenha registros deles.

      Excluir
    4. Fernando,

      Estava dando uma olhada no pdf enviado, realmente é um material excelente. Muito obrigado por compartilhar.

      Esses arquivos da fazenda Guatapará existem? São abertos para consulta?

      Os nomes dos meus bisavós são:
      - Adão Gomes Maia (nasc. Porto, Portugal)
      - Bérangère Marcelle Louise Bidier (nasc. Blois, França)

      O filhos deles nascido na fazenda e meu avô chamava-se:
      - Alberto Marceau Maia (nascido em 1924)

      A família Bidier imigrou para o Brasil por volta de 1905 e 1920. Os nomes deles eram:
      - Ernest Bidier (Ernesto, chefe de família)
      - Louise Armanda Michau Bidier (Luisa Amanda, esposa)
      - Marceau Marcelin Ernest Bidier (filho mais velho, voltou pra França pra servir o exército, talvez na primeira guerra)
      - Bérangère...
      - Mercédès Georgette Suzanne Bidier

      Outro ramo da minha família, esses italianos, os Magrini e Colleoni suspeito que podem ter passado por fazendas de Ribeirão Preto e Sertãozinho.

      Agradeço qualquer informação.
      Abraços

      Excluir
  2. Oi Fernando!
    Existem arquivos históricos do fazenda onde transmitir notícias de Gaetano Toniatti (nascido em Fossalta di Portogruaro - Veneza), diretor da fazenda entre 1894 e 1895?
    Eu também gostaria de saber se você conhece alguém que se originou de Bagnarola di Sesto al Reghena (Udine - Friuli)
    obrigado

    ResponderExcluir
  3. Marcello, tudo bem?
    Voce é Italiano? Seu texto parece ser sido traduzido. Por favor me escreva: fernando.cesar.camilo@gmail.com
    Posso tentar lhe ajudar.

    ResponderExcluir